Archive for the ‘Hardware’ Category

Wearable Devices: Firefighter Gloves


Os dispositivos electrónicos dominam o nosso mundo, isso ninguém pode duvidar. Muitos deles foram inicialmente pensados e idealizados por Geeks, por entusiastas pensadores e com vontade de evoluir o mundo.

O caso que apresento é mais um desses casos.

Trata-se de um Wearable Device, ou seja, de umas luvas de Bombeiro que tem implementados sensores térmicos que analisam a temperatura das luvas e transmitem o feedback ao Bombeiro. Pode até parecer uma situação simples, mas estas pequenas implementações tecnológicas em Roupa podem ser extremamente úteis em ambientes extremos.

Share

Nos últimos tempos tenho experimentado a distribuição Kali Linux e tentado satisfazer a minha curiosidade sobre o ataque a redes Wifi ao estilo do que se vê nos filmes. Um dos métodos que experimentei com sucesso (na minha própria rede, não estejam já a pensar coisas! xD ) foi a obtenção do handshake e respectivo ataque “brute force” usando o airckrack alimentado por uma pipe com o crunch a gerar o dicionário.

O que acontece é que este é um método lento, muito lento (sim, eu sei que correr isto dentro de uma maquina virtual e só com recurso ao CPU é lento) e mesmo no caso hipotético do uso de um GPU poderoso, determinadas chaves WPA2 demorariam anos, muitos anos a ser descobertas.

Um bom hacker não pode render-se apenas aos ataques de “Brute force” e tem de obter informações fruto de observações, hábitos, gostos, etc… de modo a poder restringir o leque de possibilidades. Assim como a informação só tem valor durante o seu tempo de “validade”, perdendo todo o interesse depois disso, mas aquilo que eu venho “perguntar” é “Até onde é racional um Ataque do tipo “Brute Force”?

Deixem as vossas opiniões, sobre este assunto… =)

Share

Não sei se é um caso geral dos Geeks / Nerds chamemos-lhe assim, mas a maior parte dos meus momentos de criação / invenção ocorrem durante a noite e esta experiência não foi diferente.  Já há muito tempo andava com a ideia de tentar aliar um Arduino ao muito poderoso e conhecido Unity.

Eis o resultado…

Num post futuro explicarei passo por passo como fazer…

Share

Fanboy’s: AMD vs Intel

10561644_848310155192766_7182950170971916941_n
Tal como no desporto, nas marcas de carros, roupas e música existem aqueles que são os preferidos por algum tipo de motivo, e no que toca ao Hardware não é diferente.

Recentemente decidi efectuar um upgrade ao meu sistema Desktop e estas dúvidas começaram a assaltar-me! Qual a base em que devia investir? Intel? ou AMD?

Confesso que desde os meus primeiros passos no mundo das novas tecnologias e da Informática sempre tive preferência quer pela Nvidia, quer pela AMD.

Actualmente a AMD perdeu claramente a corrida na performance por core, onde a Intel é mais poderosa, chegando mesmo a 45% de vantagem por clock, mas a AMD consegue mostrar algum fôlego com o aumento do número de núcleos, assim como os preços mais reduzidos.

Eu queria montar um sistema poderoso, capaz de aguentar com algumas das mais exigentes tarefas de processamento, assim com ter fluidez em todo o tipo de aplicações mas que mantivesse os custos relativamente baixos, e foi então que percebi que a plataforma AMD era o caminho, mesmo tendo eu já preferência por sistemas desta natureza.

A escolha recaiu sobre o seguinte Hardware:

– Asus M5A99X EVO R2.0
– AMD FX 8320 3.5GHZ eight core – 8mb cache L3 – AM3+
– Corsair Memória DDR3, 1600MHz 16GB 2X8GB KIT

Apesar de saber de antemão que não é um sistema tão poderoso em grande parte das situações como um sistema Intel i7 o seu preço mais baixo tem um grande peso na escolha, uma vez que consegui um sistema 20% mais barato que as opções Intel mais em conta e semelhantes.

A AMD pode ter perdido a corrida do desempenho puro e duro, da economia energética, mas ainda tem alguns produtos muito interessantes resultado de preços mais baixos, o que permite montar sistemas bastante poderosos, com uma boa capacidade de Overclock a preços aceitáveis.

A escolha do AMD FX 8320 foi com base nos “8 cores”, assim como por ser o processador mais barato de na base da gama, mas que por possuir o multiplicador desbloqueado consegue excelentes resultados nos que a Overclock diz respeito.

Confesso que não explorei muito as capacidades de Overclock do AMD FX 8320 mas estou a trabalhar neste momento com o multiplicador a 21x o que perfaz 4200Mhz com toda a estabilidade e vCore default. Ou seja facilmente consegui um aumento significativo no desempenho gratuitamente.

Corri um benchmark genérico para avaliar minimamente o aumento do desempenho obtido como Overclock, assim como ter uma comparação com resultados obtidos por processadores Intel, e confesso que não fiquei muito desiludido, como mostro na imagem seguinte:

Sem Título
Deixando de lado as grandes guerras entre Fanboy’s AMD vs Intel, o que acham vocês desta questão? Será que todos estão de acordo que a AMD ainda consegue ser competitiva em algumas situações e orçamentos?

Share

Robótica 2014 – Espinho


A edição deste ano do Festival Nacional de Robótica – Robótica 2014 irá ter lugar em Espinho.

Decorrendo de 14 a 18 de Maio na Nave Desportiva em Espinho e será acompanhada de uma conferência da IEEE sobre o mesmo tema (IEEE International Conference on Autonomous Robot Systems and Competitions – IEEE ICARSC) nos dias 14 e 15 no Museu Municipal de Espinho (FACE).

Haverá as habituais competições Robocup, Futebol Robótico, Dança Robótica e Busca e Salvamento.

A Entrada é gratuíta aos Visitantes.

Poderá obter mais informações Aqui:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...Share